Versículos BíblicosEvangelho Dominical
 
 
 
 
 

6. Minha dona

Ler do Início
13.03.2017 | 1 minutos de leitura
Fique Firme
Poesia
6. Minha dona

Como se fosse minha dona,


Ela se foi.


Fez-se silêncio


E deixou barulho em seu lugar.


- Quem dera não fosse a poesia! –


Engolidora de fogo,


voltou-se para mim


E devorou-me.


Depois, cuspiu versos incandescentes


E partiu


Deixando meu peito em chamas.


Em seguida, aclamações frenéticas


Se equilibravam


num fio de navalha cortante,


como cortantes são as almas


devoradas pela poesia.







Poesia anterior:    5. Palavras

Próxima poesia:    Em breve...