DiversosPoesia
 
 
 
 
 

133. Malditas as cercas

Ler do Início
03.09.2016 | 1 minutos de leitura
Para Rezar
133. Malditas as cercas

“Malditas sejam todas as cercas que nos privam de viver e amar”.


Benditas sejam as mãos que se unem para celebrar a vida.


Benditos sejam os pés que marcham juntos.


Bendita seja a coragem que vence o medo, derruba as cercas e alarga o coração.


Bendita seja a voz profética que anuncia e denuncia.


Bendita seja a presença, a alegria e o abraço.


Bendito seja Deus pelos que não se silenciam diante das injustiças.


Bendito seja Deus por aqueles que destroem as cercas e promovem a vida.







Para rezar anterior:    132. Bendito seja o Deus da fraternidade

Próximo para rezar:    134. Bendito seja Deus