Artigo por Yuri Lamounier Mombrini Lira

110 of 31 items

156. A palavra e seus mistérios

por

Há um ditado que diz que existem três coisas que nunca voltam: “a flecha lançada, a oportunidade perdida e a palavra pronunciada”. Realmente, a palavra possui uma força sem igual. Algumas palavras mexem muito…

151. Contradições

por

No interior das Minas Gerais, na semana que antecede a Semana Santa, é costume celebrar o Setenário das Dores de Maria. Durante sete dias, o povo medita sobre as dores pelas quais a Mãe de Jesus passou ao longo de sua vida. Nossa gente se vê em Maria de Nazaré…

183. Salve Rainha

por

Salve Maria, mãe de misericórdia,
tu que foste humana como nós
e carregaste contigo as angústias e as alegrias da existência,
sê para nós um bálsamo que alivia…

148. Identidade

por ,

Outro dia, por um descuido, perdi minha carteira de identidade. Fiquei angustiado e procurei-a como um louco. Carteira de identidade não é coisa de se perder; é um documento importante demais para nós, pois nos identifica civilmente…

144. Saídas

por

Papa Francisco tem insistido que devemos ser uma Igreja em Saída, uma Igreja que não se acomoda, que não tem medo de se colocar em movimento. O Papa mostra com gestos, mais até do que com palavras, que devemos estar dispostos a…

143. Voltar ao coração

por

Nossa época é marcada negativamente por uma cultura da indiferença. Parece que estamos cada vez mais frios, temos dificuldade de expressar nossos sentimentos. Se, por um lado, a tecnologia trouxe muitos avanços e fez…

141. Há graça até na culpa

por

Ao longo da vida, fui cultivando o hábito de se sempre procurar perceber o lado positivo das coisas e das pessoas. Há sempre uma saída, uma luz no fim do túnel. Talvez porque sou jovem demais, talvez pelas …

137. Protagonistas

por

“Não descuides do dom da graça de Deus que há em ti” (1Tm 4,14) “Cada um de nós compõe a sua história e cada ser em si carrega o dom de ser capaz e ser feliz” (Almir Sater) Há algumas histórias que, por mais que passe o tempo, permanecem fascinando a humanidade. Talvez, porque temos […]