Artigo por Gustavo Ribeiro

10 Items

188.Caminha conosco

por

ó Pastor das almas cansadas,
carrega meus fardos.
não. Deixa meus fardos intocados,
mas caminha comigo, ao meu lado…

35. Sentiment(R)os

por

Um sorriso tímido, de lábios tortos, escondido no canto da boca; vontade de abraços e conversa ao pé do ouvido. porém, corredores imensos, lonjuras de poucos centímetros. Poesia anterior: 34. Ecos de esperança…  Próxima Poesia: 36. O futuro

175.Lonjuras

por

Cura-me, Senhor, das lonjuras, das distâncias intransponíveis, dos quilômetros ausentes. Livra-me do tempo escasso, da correria que impede abraços, que abarrota agendas, mas não aquece o coração. Dá-me, Senhor, o calor das mãos, o passo ligeiro para o encontro, o abraço apertado na chegada e a infinitude de possibilidades de um dia ver de novo. […]

170. Pastor companheiro

por

Pastor de almas calejadas,
conduz-nos às águas;
cura, com teu bálsamo,
nossos corações partidos,
que só anseiam por mais amor.

134. A terceira margem: travessia da covardia à fé

por

Jesus convida seus discípulos para atravessar o lago, porque é preciso ir à outra margem; é preciso deixar a multidão, é necessário o descanso, é mais necessário ainda ir aos outros que estão do outro lado. Mas os discípulos, no meio da travessia, se deparam com a…

68. Mas vinho novo em odres novos!

por

Jesus, o vinho novo, se dá a cada um, mas para que essa experiência seja proveitosa é necessário renovar continuamente os corações e as estruturas, os grupos e as comunidades, as pastorais e os movimentos, no profundo e sempre renovado amor de Deus. Para não continuar a…