Artigo por Abdias Júnior

110 of 103 items

39. Ventania Noturna

por

Veio o vento noturno e levou a pouca esperança de chuva. levou você há pouco havia chegado, e que eu muito tinha esperado. trouxe-me um olhar distante, longe lá no horizonte. trouxe-me as mais diversas sementes… as guardei, no tempo oportuno as plantarei… o que florirá quando a chuva chegar? Poesia anterior:    38. Demoras Próxima […]

157. Vestígios de luz

por ,

Depois de uma viagem exaustiva, sob sol escaldante, nada como contemplar o pôr do sol. O entardecer tem suas belezas, apesar de carregar em si um “quê” de tristeza. O sol se despede, escondendo-se no horizonte, mas tal é sua generosidade que…

37. Bondade

por

Dona, repare, a bondade tem rosto,
ela olha pra gente,
esboça até sorriso…

155. Entre a leveza e a dureza da vida

por ,

Quem vive na correria da cidade grande perde a capacidade de contemplar. O ritmo frenético do dia parece engolir a gente: carros buzinando, compromissos de hora marcada, tarefas a cumprir, violência se descortinando aos nossos olhos. A paisagem urbana é uma…

15. Reunindo as famílias

por ,

A catequese Permanente entende que a fé é proposta; ela parte da gratuidade do amor de Deus ofertado aos seus, logo não deve trabalhar com cobranças. Aos poucos, a ideia vai se difundindo e os familiares vão se achegando e gostando do processo…

154. Sede fecundos

por ,

No Antigo Testamento, a fecundidade é exaltada como um grande valor: sinal da aprovação de Deus. Possuir uma grande prole atestava a garantia da bênção de Deus sobre o varão. Quanto mais fecundo, mais abençoado. O povo do antigo Israel levou o…