Crônicas

110 of 230 items

230. O esperado inesperado

por

Coisa boa é reencontrar alguém que amamos! Quando ainda podíamos fazer nossas viagens de férias, pois a ordem agora é se recolher em quarentena para salvar vidas, tive a oportunidade de hospedar-me na…

229. Inadaptações

por

Todos sabem que o cristianismo nasceu no berço do judaísmo. Dele herdamos infindas características. Do pai Abraão herdamos a fé monoteísta. Os doze apóstolos são uma referência ao novo Israel de Deus, que suplanta as doze…

228. Renovação

por

Nos últimos meses, fomos tomados por uma grande estranheza. A notícia de que um vírus ameaçava a vida humana foi paulatinamente tornando-se assunto na mesa, no local de trabalho e nos noticiários. Em pouco tempo, já não se falava em…

227. O quarto dia

por

Foi-nos imposta pela pandemia uma reclusão social jamais pensada. Qualquer pessoa minimamente lúcida e ajuizada, que pode trabalhar no sistema remoto, está recolhida em casa, na crisálida, aguardando a hora de sair do casulo e bater asas. Esperamos aquelas…

226. O tempo

por

Debaixo do céu há tempo para cada coisa, diz o livro do Eclesiastes. Há tempo para plantar e para colher, para alegrar-se e entristecer-se, tempo para erguer e destruir, para ajuntar pedras e para espalhá-las, tempo para nascer e…

225. Indiferença perversa

por

Na semana passada, o Brasil foi palco de um show torto, cujo vocalista cantou como Luka: “tô nem aí”. Desta vez, o protagonista que fez sua indiferença ressoar não foi uma cantora desconhecida, mas o conhecidíssimo “Hitler tropical” que desgoverna nosso…

224. Antes do dilúvio

por

Quando a covid-19 começou a dar a cara no Brasil, minha afilhada e médica infectologista me disse: “Estamos como Noé, madrinha, recebendo o aviso do dilúvio. Temos alguns dias, talvez um mês, antes que o pior aconteça. Precisamos ler os sinais para evitar o caos total. O dilúvio virá, isso é certo. Resta saber se…

223. Um grão de fé

por

É hora, em nome da fé, de fazer memória das esperanças. Pequenos vaga-lumes em meio à escuridão, se não alumiam o caminho, pelo menos alimentam a alma com sua beleza. Façamos memória!
(Escrito em dezembro/2019… e se previa: “2020 promete vir como um tsunami”)

222. Falso dilema

por

Seguimos em plena pandemia da covid-19. A novidade do isolamento social imposto pelo alto contágio do vírus traz estranhezas para todos. Diante da crise, nem sempre sabemos o que fazer. Uns se recolhem em casa, cheios de temor e de cuidados consigo e com os demais, conforme recomendam as…

221. Vergonha exposta

por

A pandemia da covid-19 veio escancarar a vulnerabilidade de milhões de brasileiros que vivem nas periferias existenciais. Trouxe à luz também a insensatez do sistema econômico neoliberal, que gera empobrecidos e os mantém subalternizados. Os dados não mentem. Na hora da crise, pouquíssimos brasileiros podem…