C              Bb             F                      C
— Eu confessei, afinal, meu pecado/

          Bb             F             Bb             C
e perdoastes, Senhor, minha falta.

— Feliz o homem que foi perdoado/
e cuja falta já foi encoberta!/
Feliz o homem a quem o Senhor/
não olha mais como sendo culpado,/
e em cuja alma não há falsidade!

— Eu confessei, afinal, meu pecado,/
e minha falta vos fiz conhecer./
Disse: “Eu irei confessar meu pecado!”/
E perdoastes, Senhor, minha falta.

— Sois para mim proteção e refúgio;/
na minha angústia me haveis de salvar,/
e envolvereis a minha alma no gozo./
Regozijai-vos, ó justos, em Deus,/
e no Senhor exultai de alegria!/
Corações retos, cantai jubilosos!

Print Friendly, PDF & Email