Se na pedra 
Escura e segura 
Abriu-se uma morada, 
Deixá-la na alvorada,
Alçar voo.
Assoviar um canto
E sem demorar no pranto,
Saltar do passado
Nos braços da vida!


Poesia anterior:    79. Pra não dizer

Próxima poesia:   81. Bendita a vida

Print Friendly, PDF & Email