Vez ou outra, a poesia me toma de assalto,
Me joga ao chão
Me leva às nuvens,
Semeia rosas em minha garganta,
Faz borboletas bailarem em mim,
Desde dentro gesta sentimentos inomináveis
e se vai me deixando grávido de palavras.


Poesia anterior: 73. Redescoberta
Próxima poesia:    75. Começa pela boca
Print Friendly, PDF & Email