O futuro é como a neblina da serra…
Tão próximo, tão desconhecido
e por mais claro ou confuso que pareça,
sempre surpreende! 


Poesia anterior:   35. Meu ipê
Próxima poesia:  37. Bondade
Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0