O Deus da vida, amoroso e bom, nos dispensa seu amor e nos oferece sua graça sem exigir nada de nossa parte. Mas, para que sua presença amorosa seja percebida e revelada em nosso meio, é condição indispensável fazer o bem e evitar o mal. Não há reza, nem jejum, nem rito, nem culto, nem missa, nem mandinga, nem bênção, nem oferta que suplante a justiça. Deus não se agrada de oferendas ou preces, mas se desmancha de contentamento frente a uma vida oferendada na luta pelo direito dos mais fragilizados.


Versículo anterior:  271
Próximo versículo:   273
Print Friendly, PDF & Email