O medo paralisa, tranca por dentro as portas do coração e da esperança. E, contra as portas trancadas pelo medo, não adiantam arrombamentos forçados. O único modo de reabrir os corações trancados pelo medo, pela indiferença ou pelo ressentimento é oferecendo presença, devolvendo a inteireza e a paz. O tempo de portas fechadas e de corações amedrontados se foi. A partir do Espírito de Jesus, é tempo de portas abertas e corações esperançosos do futuro, confiantes na paz que vem do Ressuscitado.


Versículo anterior:    257
Próximo versículo:    259
Print Friendly, PDF & Email