Deus não cuidou de institucionalizar a fé.
Isso fizemos nós, quando acreditamos, um dia, que devíamos reter todas as coisas.
Vaidade pura…
Deus é…
O Amor é…
Não cabe em templo algum.
Pelo contrário, se derrama nas calçadas, nas ruas, no campo,
no gesto, no olhar, no amor,
em todo lugar…
Ai daqueles que se envaidecem, acreditado serem retentores dos poderes divinos.
Deus é! Não se esqueça!
De longe, apontamos para o Sagrado. Vaidade pura acreditar que a obra é nossa.
Ele mesmo cuida disso.
O Amor é! E o resto e exagero e vaidade.
Ponto final.

Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0