Senhor,
parece que o ódio e a maldade
tomam conta da nossa Terra.
De todos os lados,
chegam notícias de violência,
medo e opressão.

A cultura do ódio
parece engolir a todos
sem pedir licença.
E nós, Senhor,
já estamos exauridos de tanto lutar.

Em nossos olhos,
ainda há um tênue lampejo
de esperança e brilho.
O nosso coração,
embora entristecido,
deseja ser resistência.

Envia-nos, Senhor,
um dilúvio de amor e de paz.

Ajuda-nos a recobrar as forças
para continuarmos semeando amor e,
ao teu lado, renovarmos a face da Terra
de mãos dadas, todos juntos,
celebrando a existência.

Ajuda-nos, Senhor,
a sermos resistência
e mostramos com o nosso testemunho,
que o ódio pode até crescer rapidamente,
a maldade poder até se espalhar
com profusão na ventania,
mas o amor e a fraternidade
têm raízes mais profundas
e seus frutos são para sempre.

Amém!


Prece anterior:   234. Prece à mãe negra
Próxima prece:     236. Bendita esperança
Print Friendly, PDF & Email