Senhor, inquieto busco a tua voz e só percebo o teu silêncio.
Reclamo do deserto, da aridez, da solidão e da dor,
e tua palavra me diz: “eu estou contigo”.

Por vezes, te procuro tão distante e,
na verdade, estás tão perto de mim.

Busco sinais e, por minha falta de fé,
fecho os olhos para aqueles que me dás no cotidiano da vida.

Te peço, Senhor, dá-me um coração sensível
e confiante para perceber tua presença no silêncio
e na rotina da vida, na alegria da festa e na aridez do deserto.

Oh, Senhor, só com a tua presença a vida ganha verdadeiro sentido.

Amém!


Para rezar anterior:    223.Deus, nossa esperança III
Próximo para rezar:     225. Espírito encorajador
Print Friendly, PDF & Email