O evangelista João interpela sua comunidade para que permaneça unida ao Mestre. Certamente a comunidade joanina estava se dispersando, e o evangelista é categórico: sem o Espírito do Mestre, nada podemos fazer. Assim como a ramagem cortada de seu troco perde toda vitalidade, o discípulo que não se alimenta da vida do próprio Mestre não pode dar frutos que permaneçam. É preciso manter-se unido ao Espírito encorajador do Senhor; não basta ouvir dizer; é preciso viver em comunhão com ele.


Versículo anterior:  221
Próximo versículo:  223
Print Friendly, PDF & Email