Quase sempre, quando nos deparamos com esse versículo, achamos que Jesus está justificando e compactuando com o pagamento de impostos ao imperador ou algo do tipo. Mas podemos ir além. O que ele quer nos alertar é que não devemos entregar a Deus a nossa vida da mesma forma que se entrega impostos a um imperador tirano. Ao tirano, por força da circunstância, pode-se até obedecer ou, por obrigação, ameaça ou violência, ceder. A Deus, porém, entregamos livremente o coração, com toda inteireza e adesão, com toda largueza e estreiteza que nele há. Com pureza e paixão.


Versículo anterior:   216
Próximo versículo:    218
Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0