Deus da vida,

Mesclamos alegrias e dores,

Somos assaltados pela morte e pelo apelo vivificador a todo instante.

Nossa esperança, ó Deus de amor,

Encontra-se mitigada pelo desalento e pela tibieza.

Mas, também, mitigada é nossa dor,

Transpassada por rasgos de fraternidade,

E por veias de solidariedade.

Santificado seja, Senhor, teu amor bendito,

Que se manifesta no mundo da gente,

Não como uma tempestade ameaçadora,

Mas como chuva mansa de ternura,

que abranda o coração sedento da gente.

Amém.


Para Rezar anterior: 212. Espírito inovador
Próximo para rezar: 214. Deus, nossa esperança I
Print Friendly, PDF & Email