Senhor, ao me criar, me destes um coração de carne,
sensível às necessidades do outro,
capaz de amar e perdoar, de sentir e se compadecer.

Por isso, te peço: recorda-me sempre que,
embora ferido e machucado,
não posso desistir do dom de amar.

Livra-me da rigidez,
que fecha os meus braços
e sorrisos para acolher os meus irmãos

Ajuda-me a receber com gratuidade
o amor daqueles que me presenteastes,
com suas dádivas e imperfeições,
sem questionar e sem exigir mais do que eles podem me dar.

Retira de mim a mágoa que sufoca a alma, estreita o coração
e me impede de, seguindo a tua Palavra, perdoar.

Peço-te, Senhor, não permitas que a amargura
e a indiferença apaguem do meu coração
a chama da tua presença e do teu amor.

Amém!


Para rezar anterior:204. Vida em construção
Próximo para rezar:  206. Filtro dos Sonhos
Print Friendly, PDF & Email