Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não a reconhecem?” (Isaías 43,19)

“Retirou da escuridão meu coração

Acendeu uma nova luz em meu olhar

Fez nascer a primavera onde o inverno não passou

E me deu motivos para recomeçar”

(Pe. Fábio de Melo)

A nossa vida é assim: uma continuidade de recomeços. A todo momento estamos iniciando ou recomeçando algo e quase não nos damos conta disso. Corremos o risco de passarmos por aquela segunda-feira difícil ou por aqueles primeiros dias do mês –  seus os infindáveis boletos –, sem nos dar conta de que estamos iniciando um pequeno novo ciclo e, com ele, desabrocham novas alegrias e exigências. Há, porém, recomeços que são mais fortes e nos marcam desde dentro, como o início de um relacionamento, um emprego novo, a conquista de uma promoção na empresa, a retomada de uma preciosa amizade que por algum motivo foi interrompida e até mesmo o início de um novo ano. 

Ano novo, com novos olhares, novos sonhos, novos projetos e novos desafios. O ano novo nos traz mil e uma novas possibilidades de recomeçar, reinventar, renascer. Entretanto, para isso, é preciso também olharmos para o que passou, não com saudosismo, mas como aprendizagem. O ano que ficou para traz nos faz refletir e ver com que gastamos nosso tempo, se dispensamos mais amor que desafetos, se fomos minimamente bons para com aqueles que compartilharam o caminho conosco, se fomos presença do amor pregado e vivido por Jesus de Nazaré.

Ano novo é oportunidade de acolher o que diz o autor do Apocalipse: “Eis que faço novas todas as coisas” (Ap 21,5). Jesus, o enviado de Deus Pai, nos garante que, com sua presença e seu amor, fará tudo novo.  Basta que estejamos atentos à sua presença de esperança e amor. Basta que estejamos abertos à palavra daquele que é capaz de dar novo sentido à nossa existência e nos ajudar em cada recomeço, em cada novo sonho e novo projeto.

Neste início de ano, recomecemos o caminho comprometidos em deixar para trás o que não merece o nosso presente. Tenhamos em conta que as primeiras coisas já aconteceram, coisas novas é o que agora são anunciadas (cf. Is 42,9). O autor da vida tem coisas novas e boas reservadas para nós e, ainda que hajam dificuldades, sigamos confiantes, pois ele caminha ao nosso lado nos fazendo novos, restaurando a nossa esperança e nos ensinando a amar. Recomeçar com o coração repleto de fé e esperança: eis o desafio.


Crônica anterior: 194. Sobre a gratidão
Próxima crônica: em breve…
Print Friendly, PDF & Email