Quando a noite cai e os últimos raios de luz desaparecem no horizonte,
o vento frio bate em minha janela e as dores de existir chegam pungentes.
É só em ti, Senhor, que encontro o repouso para minha alma cansada.

Quando lá fora tudo é silêncio e dentro de mim os ruídos não cessam,
é na tua palavra, Senhor,
que encontro refrigério e forças para prosseguir decididamente.

Peço-te, Senhor, que a tua presença me ajude
a atravessar as noites frias e escuras da vida.
E guia-me para a manhã alegre da ressurreição.

Amém!


Para rezar anterior:   193. Firmes na fé.
Próximo para rezar:   195. Amar com o coração inteiro

 

Print Friendly, PDF & Email