“São todos como a relva que brota com a alvorada,
germina e floresce pela manhã,
mas, ao pôr-do-sol, murcha e seca” (Sl 90, 5-6).

Senhor,
a vida humana é como o lírio do campo,
pela manhã viçoso e belo;
à tarde, já perdeu o seu vigor.

Senhor,
ao iniciar nossos projetos,
estamos cheios de forças e de bons propósitos,
mas basta uma rajada de vento contrário
para vermos perder todos os nossos sonhos.

Senhor,
fortalece nosso coração e ajuda-nos
a nos importar com o que realmente vale a pena.
Não permita, Senhor,
que as tempestades que assolam nossos ideais,
nos façam perder o rumo
e nos levem a viver à deriva de nossos sonhos.

Senhor,
sabemos que a vida é um brevíssimo segundo,
um hiato entre uma lágrima e um sorriso.
Dá-nos força, Senhor,
para nos mantermos fieis ao teu amor
e para gastar a nossa vida semeando ternura e gratidão.

Amém!


Para rezar anterior:    186. Coragem do evangelho
Próximo para rezar:    188.Caminha conosco
Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0