Salve Maria, mãe de misericórdia,
tu que foste humana como nós
e carregaste contigo as angústias e as alegrias da existência,
sê para nós um bálsamo que alivia
as dores e o cansaço da caminhada.

Mostra-nos, que apesar de carregarmos conosco a frágil condição da existência,
possuímos em nossa interioridade um grande potencial.

Ajuda-nos a perceber, que o mundo não é só vale de lágrimas,
mas também um jardim de sorrisos.

Somos peregrinos, porém não vivemos aqui como degredados,
apenas caminhamos na tensão entre o já e o ainda não.

Mãe da esperança, ainda aqui no chão da vida,
mostra-nos, o teu Jesus
e faz com que percebamos a força revolucionária da ternura e do perdão.

Amém!


Para rezar anterior:      182. Rezar a morte
Próximo para rezar:    184. Sensibilidade profética
Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0