Senhor,
Ajuda-me a não fechar os olhos diante das ruínas
E a mantê-los bem abertos,
Para que não percam o amanhecer,
Quando saírem os primeiros raios de sol.

Senhor,
Ajuda-me a não fechar os ouvidos diante dos barulhos estridentes
E a mantê-los bem abertos,
Para que não percam o cantar dos pássaros,
Quando começarem a ensaiar os primeiros gorjeios.

Senhor,
Ajuda-me a manter os pés firmes,
Ainda quando o chão parecer ser desfeito debaixo deles,
Para que possam correr ao encontro,
Quando as primeiras flores começarem a sair.

Senhor,
Ajuda-me a manter as mãos abertas,
Ainda quando é para dá-las à palmatória,
Para que possam estar aptas a acolher o dom do outro
Quando ele decidir se entregar a mim.

Senhor,
Ajuda-me a manter jovem o coração,
Para que, entre decrepitudes arruinadas de ancianidades falidas,
Ele não desista de amar com a inocência das crianças
E a generosidade dos pequenos.

Amém!


Para rezar anterior: 175.Lonjuras
Próximo para rezar: 177. Caminha conosco

 

Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0