Senhor,

no silêncio dessa noite,

meu corpo, já cansado da lida, suplica por descanso.
Agradeço, Senhor,

por tua presença que me sustenta ao longo da jornada.

Agora, Senhor,

que as luzes da cidade se apagam

e cessam todos os barulhos externos,
peço-te abrigo para depositar minha cabeça

e repousar meu inquieto coração.

Fica comigo, Senhor,

a noite fria chegou e parece pedir demais de mim.

Amém!


Para rezar anterior:     171. O avesso da cruz
Próximo para rezar: 173. Bendito Deus amigo
Print Friendly, PDF & Email