Todas as vezes que falamos no demônio nos vem à mente a imagem de um ser chifrudo, de garras longas, que solta fogo pelas ventas, e que está afoito para nos pegar em algum erro. Mas não é esse tipo de demônio que Jesus envia os seus discípulos, os de ontem e de hoje, a expulsar.

Somos enviados para afugentar os males que perturbam: um raio de esperança onde a vida parece ser extinta, alívio ou um ombro amigo onde o fardo já é demasiado pesado, justiça onde a falta dela só causa morte. É esse tipo de espírito, o demônio desumanizador, segregador de vida, que o Mestre nos envia a exorcizar. Somos enviados a expulsar tudo que causa morte e desesperança.


Versículo anterior:    157
Próximo versículo:    159
Print Friendly
Print this pageShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someoneShare on Tumblr0