Eis que o amor se fez essência,

Se fez menino,

Criança…

Homem!

Vê esse menino?!

Já nasceu sabendo amar.

Ofício delicado e trabalhoso…

Requer maestria e simplicidade,

Olhar atento e coração leve.


Poesia anterior:    13. Quando um amigo partir
Próxima poesia:   15. Outubro
Print Friendly, PDF & Email