Vejam só que buniteza

Comê junto é muito bão -lá-iá

Jesus juntim de sua famía

Fez um tanto de refeição -lá-iá

Toda manhã em sua casa

O bom cheirinho do café -lá-iá

E no forno o pão de queijo

Amassado por José -lá-iá

Na cozinha de Maria

Muitas veiz ele armoçô -lá-iá

Com José tiçano o fogo

Na beirada se esquentô -lá-iá

Aprendeu desde minino

que sagrada é uma janta -lá-iá

foi jantá com os pecadores

Feiz do encontro coisa santa -lá-iá

Pelo mundo ele andô

Comeu na casa dos amigo -lá-iá

Partilhô com eis a vida

Amô até os inimigo -lá-iá

Então na noite derradeira

Que de nóis se dispidiu -lá-iá

Comeu pão e bebeu vinho

E adipois ele partiu -lá-iá

Que trem bão esse banquete 

Que Jesus nos preparô -lá-iá

Ele é nosso alimento

Está conosco o Sinhô -lá-iá

Essa nossa refeição

Liga a terra com o céu -lá-iá

É a festa da esperança

Viva o Deus-Emanuel -lá-iá


Poesia anterior:     102. Missa de Natal – Ofertório
Próxima poesia:     104. Missa de Natal – Final
Print Friendly, PDF & Email