Bem-vindo ao fiquefirme.com.br, um site de assessoria teológico-pastoral que pode ajudar você a fazer com mais firmeza a sua caminhada de discípulo de Jesus.

Novos Artigos

230. O esperado inesperado

Coisa boa é reencontrar alguém que amamos! Quando ainda podíamos fazer nossas viagens de férias, pois a ordem agora é se recolher em quarentena para salvar vidas, tive a oportunidade de hospedar-me na…

229. Inadaptações

Todos sabem que o cristianismo nasceu no berço do judaísmo. Dele herdamos infindas características. Do pai Abraão herdamos a fé monoteísta. Os doze apóstolos são uma referência ao novo Israel de Deus, que suplanta as doze…

Poesia

VAI PASSAR…

João Jr

Vai passar…
Mas quando o primeiro raio
cortar a escuridão
e devolver cores à vida,
terei ainda olhos
luminosos e coloridos
para ver sua beleza?

Vai passar…
Mas quando os primeiros pássaros
atenderem ao convite da manhã vindoura
e cantarem sua liberdade, estridentes,
terei ainda ouvidos
livres e amanhecidos
para que acolher seu canto?

Vai passar…
Mas quando as máscaras caírem por desuso
ou por abandono do medo
cedendo ao sorriso desarmado,
ou mesmo por urgência de beijos
guardados desde muito,
terei ainda rosto,
desmascarado e limpo,
para oferecer?
Terei ainda sorrisos para exibir
e palavras de coragem para repetir
e cantigas para assobiar?

Vai passar…
Mas quando o isolamento acabar,
e finalmente eu puder sair,
terei alguém a quem ir
e ao lado de quem me achegar
e abraços para acolher
e histórias para entreter?

E, se nessas histórias,
houver dor de quem esteve sozinho,
ou medo da fragilidade,
ou abandono no esquecimento,
ou a penúria da injustiça,
ou a angústia de quem viu partir,
ou a tristeza da morte ou da fome,
ou de ter sido ignorado em seu pranto,
frio e só,
terei ainda lágrimas para chorar
e mãos ágeis para a acudir e sarar,
para repartir e doar,
e coração para aquecer
na insistência de amar?

Vai passar…
É claro que vai passar…
Mas é preciso que eu esteja pronto
a fazer passar
também e sobretudo
dentro de mim.
Pois, para estar longe
e para me trancar na gaiola do medo,
na cegueira surda do ódio
ou na bolha da indiferença,
já tive minha vida inteira.

Vídeos

Publicidade

Publicidade

Fiquefirme no Facebook

Palavra que faz viver

“Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?” (Lc 14,28)

O amor tem exigências, embora nem todas as exigências se justifiquem no amor. Toda relação implica compromissos, embora nem todas as cobranças caibam em cada relação. O seguimento de Jesus não é diferente. Nele, o encantamento inicial faz toda a diferença, mas precisa amadurecer em convicções e firmeza dos passos. Do contrário, o seguimento pode se tornar um verniz que passamos sobre nossas velhas compreensões e nossos preconceitos. Segui-lo exige deixar-se confrontar por ele – assim como amar exige deixar-se mudar pelo amor. E, por isso, é bom que, de tempos em tempos, não só no começo, a gente se pergunte: estou mesmo disposto? Tenho abertura suficiente? Em que preciso alargar meu coração? Fazer as contas “dos gastos dessa construção” não significa ter tudo de antemão, mas muito mais, estar disposto a deixar-se orientar por ele, buscando-o sempre de novo.