Bem-vindo ao fiquefirme.com.br, um site de assessoria teológico-pastoral que pode ajudar você a fazer com mais firmeza a sua caminhada de discípulo de Jesus.

Novos Artigos

242. Não era de Deus

Ficamos sem léxico para falar do Brasil e da fé, pois as palavras que tínhamos não dão conta mais da genuína experiência de patriotismo ou da verdadeira experiência cristã de Deus. Nossa esperança foi sequestrada e nossa fé abduzida. Vamos ter de reinventar a fé cristã, ou seja…

67. FAKE: O Papa Francisco cancela a Bíblia

Existe uma rede internacional de arqui-conservadores que fazem tudo para acabar com o Papa Francisco. Trata-se de católicos ligados ao famoso Bannon (que anteontem foi preso nos EUA por causa de fraudes com o muro de seu…

241. Chamados a amar

Em agosto a Igreja nos convida a celebrar o mês dedicado às vocações.Geralmente, ao evocar a palavra vocação, vem à mente a imagem de jovens, moças e rapazes, que saem do seu núcleo familiar e se inserem em uma instituição eclesial de formação para viverem um…

240. Corpos frágeis sob o domínio dos perversos

Não é possível passar uma semana nessa Terra de Santa Cruz sem ver exposta a nossa vergonha. A primeira cruz cravada pelos portugueses na Bahia e a evangelização colonizadora que se seguiu resultaram numa amálgama estranha e perversa que, de fé cristã, tem…

Poesia

PERDOA-NOS, MENINA

Flávio Sousa

Mal sabes te compreender como pessoa
E já te estilhaçaram teu corpo,
Abusado e violentado
Pelo abusador repulsivo
E pelos que,
esquecendo -se de que te abusaram,
Abundaram em sutilezas hipócritas,
Codificadas por antirreligiões
Muito habituadas ao cheiro de incenso,
Mas pouco entendidas do cheiro de gente.
Perdoa-nos pela nossa falta de compaixão.
Perdoa-nos pela pressa em julgar.
Falhamos miseravelmente
Na oportunidade de afastar-nos em silêncio
E fomos diligentes em atirar tantas pedras.
Perdoa-nos por não perguntar
sobre seu agressor.
Perdoa-nos por não entender
Que a vítima és tu, sempre tu.
Mesmo que vozes altissonantes gritem
Mesmo que vozes aveludadas ponderem
Tu és a vítima.
E desde o Crucificado, nunca houve dúvida
Sobre ao lado de quem Deus estaria.
Tenho cá duas filhas,
que não chamo de minhas,
Porque não as possuo, apenas amo.
E não consigo imaginar o que seria sofrer,
Por elas, se alguém delas abusasse.
Pequena menina
Desejo que encontres no caminho
Pessoas que te ajudem a recompor
Os cacos dessa tragédia
E que tenhas esperança de que sempre
Restará algum fio de luz
Levando à vida plena.
Que a vida, no tempo certo das cicatrizes,
Te seja devolvida.
Perdoa-nos.

Vídeos

Publicidade

Publicidade

Fiquefirme no Facebook

Palavra que faz viver

“Deixa, pois, que alivie um pouco a minha dor” (Jó 10,20)

A prece de Jó hoje é nossa. O peso da vida tem nos feito curvar e quase sucumbir.  Rezamos todos os dias um rosário de angústias: mais mortes, mais contaminações, mais descaso, mais injustiça, mais racismo, mais corrupção, mais desemprego… Ah, Deus da Vida, por força do seu Espírito, alivia a nossa dor. Tem pena de seu povo, abandonado e explorado por seus líderes!