Bem-vindo ao fiquefirme.com.br, um site de assessoria teológico-pastoral que pode ajudar você a fazer com mais firmeza a sua caminhada de discípulo de Jesus.

Novos Artigos

99. Reflexão para o III Domingo da Quaresma (Lc 13,1-9)

  Enquanto nos dois primeiros domingos da quaresma a liturgia apresentou episódios comuns aos três evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas), as tentações e a transfiguração, respectivamente, o episódio relatado no evangelho deste terceiro domingo é exclusivo de Lucas – 13,1-9. Com esse texto, a liturgia evidencia o tema principal da espiritualidade quaresmal: a necessidade […]

98. Reflexão para o II Domingo da Quaresma (Lc 9,28b-36)

Todos os anos, a liturgia do Segundo Domingo da Quaresma utiliza um dos relatos da “Transfiguração”. Esse episódio é narrado pelos três Evangelhos Sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas), o que possibilita à liturgia oferecer um texto para cada ano, conforme o ciclo litúrgico (A,B e C), sem necessariamente repetir, uma vez que, mesmo se tratando […]

109. Para curar

Para curar a cegueira de cada dia… Para não esquecer da santa alegria… Para não morrer de teimosia… Dai-me anjos como, companhia!  Poesia anterior: 108. Longe das celas Próxima poesia: em breve…

97. Reflexão para o I Domingo da Quaresma (Lc 4,1-13)

Após uma sequência de oito domingos, a liturgia interrompe o tempo comum para viver e celebrar um de seus tempos mais fortes, a quaresma, iniciada na quarta-feira de cinzas, em preparação à Páscoa do Senhor. Hoje, celebramos o primeiro domingo deste tempo especial. Como acontece todos os anos, o evangelho do primeiro domingo da quaresma […]

Poesia

PARA CURAR
(Mauro José)

Para curar a cegueira de cada dia…
Para não esquecer da santa alegria…
Para não morrer de teimosia…
Dai-me anjos como, companhia! 

Vídeos

Publicidade

Publicidade

Fiquefirme no Facebook

Palavra que faz viver

“Cheio do Espírito Santo, Jesus voltou do rio Jordão e, no Espírito, era conduzido pelo deserto” (Lc 4,1)

Sempre cheio do Espírito, junto ao rio Jordão ou no deserto, Jesus segue seu caminho nas trilhas do amor misericordioso do Pai. Por esse Espírito é guiado, por ele fala, por ele age. Em cada palavra, o amor de Deus é comunicado. Em cada gesto, a face do Pai é revelada. Sigamos também o caminho da vida pela moção do mesmo Espírito que Deus derramou sobre nós e que nos capacita à vivência do amor fraterno.