Bem-vindo ao fiquefirme.com.br, um site de assessoria teológico-pastoral que pode ajudar você a fazer com mais firmeza a sua caminhada de discípulo de Jesus.

Novos Artigos

3. Carta aberta à Comunidade

Quando receber a visita dos catequistas da paróquia, acolha-os com carinho. Se tem crianças ou jovens em casa, procure saber sobre como inseri-los nos grupos, com outras crianças e jovens da mesma idade. Se é adulto e gostaria de aprofundar a fé e a vivência do Evangelho, informe-se sobre a catequese de adultos na paróquia. E, se por acaso gostaria de nos ajudar a…

213. Escolhe, pois, a vida

Se na área ambiental o cenário é preocupante, não é diferente no âmbito social. Nas periferias das nossas cidades, jovens são exterminados, crianças têm seu futuro silenciados pelo zumbido de balas que rompem seus corpos e lhes roubam a vida. Nas calçadas frias e sujas, a existência se esvai entre um…

Poesia

A VIDA É MAIS

Solange do Carmo

Se a vida se corta
(e se recorta),
entre retalhos, tece
(com fio fugaz)
a existência tão tênue de um dia
após o outro,
costurados à mão.

A colcha se forma
nos retalhos que se ajuntam.
Antes, sobras e pedaços,
(perdidos e desprezados)
de vida que se desfaz.

Noutro dia, novo e sempre renovo,
no esquecimento do que se foi,
a esperança fulgura
e a tristeza de ontem

– afogada em estrelas que insistem em piscar –
se esvai nas nuvens
(antes densas e agora leves como plumas)
que o vento leva
não sei pra onde
(Pra que saber?)

A luz reverbera no céu,
que não tem dono,
que não tem cercas,
nem interditos ou maldições.
E ecoa um silêncio gritante
fazendo crer:
A vida é mais!

Vídeos

Publicidade

Publicidade

Fiquefirme no Facebook

Palavra que faz viver

“Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la?” (Lc 14,28)

O amor tem exigências, embora nem todas as exigências se justifiquem no amor. Toda relação implica compromissos, embora nem todas as cobranças caibam em cada relação. O seguimento de Jesus não é diferente. Nele, o encantamento inicial faz toda a diferença, mas precisa amadurecer em convicções e firmeza dos passos. Do contrário, o seguimento pode se tornar um verniz que passamos sobre nossas velhas compreensões e nossos preconceitos. Segui-lo exige deixar-se confrontar por ele – assim como amar exige deixar-se mudar pelo amor. E, por isso, é bom que, de tempos em tempos, não só no começo, a gente se pergunte: estou mesmo disposto? Tenho abertura suficiente? Em que preciso alargar meu coração? Fazer as contas “dos gastos dessa construção” não significa ter tudo de antemão, mas muito mais, estar disposto a deixar-se orientar por ele, buscando-o sempre de novo.